Programação Neurolinguística!

Programação: uma rotina de ações que produz determinado resultado

Neurologia: todo o processo automático de regulagem do nosso corpo, inclusive das emoções. Inclui a mente da qual normalmente não temos consciência.

Linguística: comunicação através de um sistema de códigos com significados

Então, programação neuro-linguística é usar um código de comunicação para reprogramar rotinas ou reações da nossa neurologia que foram criadas automaticamente por nossa mente inconsciente ou para criar rotinas ou reações novas.

Exemplo: A mãe vê uma barata no ombro da sua filha. A mãe dá um berro estridente e grita: UMA BARAAAAATA! Sem deixar de gritar, segura o braço e dá um tapa no ombro da menininha que acaba caindo no chão com a mãe em cima dela gritando: UMA BARATA, UMA BARATA!

A mente inconsciente dessa menininha poderá programar uma fobia a baratas! Afinal, o que ela aprendeu do episódio? Que baratas são muito, muito perigosas! Então, dali para a frente, toda a vez que ela se deparar com uma barata ou qualquer coisa que remeta a uma barata a programação vai ser acionada e vai fazer o corpo dela reagir! Ela vai se sentir tão mal, mas tão mal, que a única coisa que ela poderá fazer é fugir dali o mais rápido possível! O objetivo da programação é muito bom, a intenção é absolutamente positiva! Afinal, se baratas são tão perigosas quando ela se deparar com uma barata terá de fugir imediatamente para se por a salvo do perigo.

E não adianta a mente consciente saber que uma baratinha não vai lhe fazer mal algum! A mente inconsciente, reativa, causa essa reação quer você ache isso ridículo ou não. Há pessoas que vivem bem com suas fobias. Mas, se você não quer mais essa fobia que você acha desnecessária, talvez até ridícula, ou que atrapalha sua vida, o que pode fazer? Reprogramar sua neurologia! É aí que entra a programação neuro-linguística.

Sim, com programação neuro-linguística eu já ajudei pessoas a desprogramar fobias, alergias, traumas, gagueira, transtorno do déficit de atenção e ansiedade, dependência de outras pessoas, síndrome do pânico, endometriose (é, isso mesmo, endometriose!). Com PNL é possível desprogramar transtornos obsessivo-compulsivos, depressão, fibromialgia e outros comportamentos reativos que foram programados em algum momento da sua vida. Uma palavra de cautela: PNL não funciona para problemas que não foram programados pela neurologia como, por exemplo, algo congênito. E só funciona se a própria pessoa se deixar programar. Afinal, é ela que tem acesso à sua neurologia. O terapeuta até pode dar as instruções mas, se o cliente não seguir as instruções, não vai funcionar.

Depois vou postar exemplos de problemas resolvidos com PNL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s